6 de setembro de 2014

Especial Bienal SP 2014 - Parte 4

Já falei minha opinião sobre a Bienal de SP 2014 e como foi meu encontro com as autoras brasileiras. Hoje, para finalizar o especial Bienal SP 2014, vou contar com detalhes como foi a presença da Kiera Cass no evento.

Para começar, assim que abriu a Bienal todo mundo correu ou para fila de senhas da Cassandra Clare, ou para a das palestras ou para a da Kiera Cass. Eu estava nesta última e já sabia que não conseguiria autógrafo ou foto pois haviam mais de 500 pessoas na minha frente. Como já disse, após 15 minutos as senhas acabaram e o pessoal continuou insistindo… Eu saí e fui passear pela Bienal, mais tarde, já na hora da palestra eu soube que aumentaram 90 senhas, mesmo assim eu não conseguiria.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Então vamos à palestra. Antes de contar tudo que Kiera falou, tenho que narrar a confusão que deu antes de sua entrada. A palestra foi na Arena Cultural, um espaço pequeno com pufes, onde estavam acontecendo todas as palestras maiores do evento.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Dirigi-me ao local às 15hrs, sendo a palestra 18hrs, para ter certeza que eu assistiria a autora americana. Nesse horário, a palestra da autora Cassandra Clare havia acabado e as meninas que queriam ouvir a Kiera já estavam chegando para, assim como eu, garantir lugar. Mas as garotas que não conseguiram senha da Cassandra de autógrafo e queriam assistir a Kiera não queriam sair de dentro do espaço da Arena Cultural.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Uma fila já se formava para entrada de outras meninas e as garotas permaneciam lá dentro tentando ficar até o fim. Eu fiquei na grade que delimitava o final da Arena Cultural, de lá eu conseguiria assistir a palestra, mesmo que em pé. O pessoal do lado de fora começou a gritar “Ih fora! Ih fora!"  para as garotas que permaneceram lá dentro e os seguranças não faziam nada. As garotas então iam sair e ficar no início da fila! Claro, que o pessoal de fora não aceitou, e as garotas correram e foram para o outro lado de dentro do espaço. Nessa confusão toda algumas meninas começaram a pular a grade e entrar na Arena Cultural!

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Os seguranças ficaram perdidos, a organização também e liberaram a entrada de uma lado da Arena Cultural. Ouvi a organizadora gritar “Não é um pufe para cada um, é para apertar e caber todo mundo!”. Dito isso, aos poucos as pessoas foram entrando e não cabia mais ninguém naquele lugar, mesmo assim os seguranças liberavam a entrada! Muita bagunça e muito calor, meninas começaram a passar mal na fila, as que desmaiaram foram colocadas para dentro e demorou um pouco para os bombeiros chegarem e socorrerem as garotas. No final, o local ficou assim: 

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Depois de toda a confusão, muita gente para dentro, muita gente para fora, deu o horário da palestra. Quando Kiera entrou ouvia-se só gritos! Muitos gritos! Aliás, durante a palestra toda ouvia-se só gritos, Kiera falava “Hi” e a galera gritava. Chegou ao ponto da autora pedir para pararem de gritar e deixá-la falar, além de brincar que ficaria surda. Então vamos ao que interessa.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Kiera Cass é muito fofa e encantou a todos. Ela respondeu às perguntas do apresentador e das fãs. Ela falou mais de uma vez que foi uma surpresa as pessoas gostarem de suas histórias do modo que gostaram, contou que seu próximo livro chamado por enquanto de 238 será também uma distopia e também terá romance, mas será diferente de A Seleção. Já os próximos livros da série terão uma perspectiva diferente e poderemos conhecer um pouco mais sobre o que acontece nesse universo.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

A autora começou a escrever para ver os seus problemas com clareza, ver o que os personagens fariam para solucioná-los. E, segundo a mesma, os personagens ganham vida própria durante o processo de escrita e por isso ela percebeu que estava colocando palavras na boca de America na primeira vez que escreveu A Seleção. Então ela teve que refazer o primeiro livro todo e a história acaba como todos sabemos. No primeiro final o Rei Clarkson morre (EBA!), Maxon morre (NÃO!), Amberly vive (YES!) e adota America. America escolhe Aspen e eles viram Rei e Rainha. A reação para tal final foi a esperada, todo mundo gritando e logo começou o coro: MAXON, MAXON!

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Ao ser perguntada por que matou certa personagem em A Escolha, Kiera falou “I don’t kill people, they just die” (eu não mato pessoas, elas morrem) e ainda acrescentou que ficou tão triste quanto nós ficamos. Kiera também explicou o porque da posição das mãos de America na capa de A Seleção e A Escolha. No primeiro livro, ela esconde o rosto pois esconde segredos. Já no último volume, ela mostra os olhos mas ainda esconde um pouco do rosto pois ainda tem segredos, mas já descobrimos alguns.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Várias meninas na hora de fazer perguntas falaram que não conseguiram a senha e queriam somente um autógrafo ou uma foto e a louca da Kiera desceu no meio da galera! Ela quase morreu e voltou toda amassada para o palco. A autora chorou quando uma fã disse que estava escrevendo devido A Seleção e que Kiera havia mudado a vida da fã. A mesma fã entregou uma parte do livro que está escrevendo para a autora internacional.

Leio na Rede, Gaby Monteiro

Leio na Rede, Gaby Monteiro


No final eu estava exausta, mas valeu a pena esperar até 18 horas para ver a Kiera! Quem sabe um dia eu ainda não consigo um autógrafo e uma foto? Até lá me contento em ler os livros e só sonhar…

Filmei um pouquinho da fala da autora para vocês:

video


E por último, e não menos importante, gostaria de agradecer aos meus pais por me proporcionar essa experiência e enfrentarem essa aventura comigo! Valeu aí, daqui a dois anos tem mais!!! (Brincadeira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário